COLUNISTAS

78921_670x437.8322784810127

O JIU-JITSU COMO FILOSOFIA DE VIDA PARA UM MELHOR RENDIMENTO DIÁRIO, POR LUIZ DIAS

  O Jiu-Jitsu como filosofia de vida para um melhor rendimento diário*   Muitos acham que ter a arte marcial como uma filosofia de vida só é possível em filmes de Kung-Fu ou em episódios do Kârate Kid. Infelizmente, o ensino das artes marciais em algumas academias foram desvinculadas da sua parte filosófica. O objetivo principal ficou restrito apenas à

13391057_1005644876155506_1582986727_n

A IMPORTÂNCIA DE REPETIR E ESTUDAR AS POSIÇÕES

  *A importância de repetir e estudar as posições   Num campeonato recentemente fiquei observando as lutas não só dos meus alunos mais de maneira geral, e era fácil notar a diferença de um competidor com firmeza e confiança na posição que iria fazer e sua rápida execução de sua rotina em relação a outros. Certamente é o resultado de

13263780_10153909783847795_4173085945712074964_n

A IMPORTÂNCIA DA PRESERVAÇÃO DA MEMÓRIA DOS GM DO JIU-JITSU, POR LUIZ DIAS

  A importância da preservação da memória e dos Grandes Mestres do Jiu-Jitsu*   No cenário do Jiu Jitsu atual, muito se fala acerca do seu progresso, a busca por novas técnicas e a evolução das posições. Sem dúvida, é importantíssimo termos novas formas de campeonatos, lutas casadas e evolução das regras. Nossa arte marcial sempre em constante evolução. Cada

É PRECISO EQUALIZAR FORÇA E VELOCIDADE PARA RESPEITAR UM VETERANO NOS TREINOS, POR LUIZ DIAS

É preciso equalizar força e velocidade e respeitar um veterano nos treinos*   Quando lutamos com lutadores veteranos, seniores, temos de ajustar certos detalhes para esses tipos de treinos. Equalizarmos nossa força e a velocidade de nossos movimentos. E quando levamos essa situação para dentro do ringue, em cima dos tatames, essa situação também acontece. A ação do tempo é

Luiz Dias (JiuJitsuPortugal.com)

AS POLÉMICAS GRADUAÇÕES NO JIU-JITSU, POR LUIZ DIAS

As polémicas graduações no Jiu-Jitsu*   Nos últimos tempos, o questionamento de graduações tem saído das conversas internas das academias para um âmbito maior, até mesmo entre as mídias. Lutadores questionando graduações inclusive de outras equipes, de pessoas com quem não convivem, de atletas que não conhecem ou pouco conhecem. Recentemente, circulou na mídia um vídeo em que dois professores

jiu-jitsu-portugal-com

O MOVIMENTO ‘SUBMISSION ONLY’ – UMA MODA PASSAGEIRA OU NOVO RAMO NOS DESPORTOS DE COMBATE?, POR DIOGO TRIGO

O movimento submission only. Uma moda passageira, ou um novo ramo nos desportos de combate?   Submission only (“apenas submissão”), encurtado coloquialmente para subonly, é um movimento que tem ganho alguma tração nos últimos anos. Promoções como Metamoris e EBI (EUA) ou Polaris (Reino Unido) têm vindo a aumentar a sua visibilidade ao apostarem em diferentes formatos (principalmente lutas casadas

O RESPEITO ENTRE MESTRE E ALUNO DENTRO E FORA DO TATAME, POR LUIZ DIAS

O respeito entre mestre e aluno dentro e fora do tatame*   Nem sempre as relações entre professor e aluno são harmoniosas, como também entre os próprios alunos e amigos durante os treinos e até fora deles. Treinar com amigos sempre é bom, treino duro, competitivo, mas a amizade e respeito sempre deverá prevalecer. Cada um sabe do momento particular

Luiz Dias (JiuJitsuPortugal.com)

O ATLETA QUE TREINA DURO MAS NÃO COMPETE, POR LUIZ DIAS

  O atleta que treina duro mas não compete*   Observando o treino na minha academia, vendo meus alunos, me veio uma percepção que, embora, já tivesse pensado, não tinha parado antes para refletir como a nossa arte suave possibilita que cada atleta planeje sua vida e evolução no Jiu Jitsu.   Você pode treinar focado para campeonatos, treinando com

78401_670x446.30645161290323

TEMPO PARADO E A PREOCUPAÇÃO COM O CORPO, POR LUIZ DIAS

Tempo parado e a preocupação com o corpo*   Voltar aos treinos depois de um tempo parado por qualquer motivo não é fácil. Você sabe como treinava, e sabe como os outros estão treinando, se preparando para campeonatos ou simplesmente lutando por prazer de estar nos tatames. Mas todos com um ritmo que você por conta da sua parada não

‘SÃO AS TÉCNICAS DE DEFESA PESSOAL EM PÉ DO JIU-JITSU EFICIENTES?’, POR MAURO FROTA

  A memória muscular e o treino das Artes Marciais – serão as técnicas de Defesa Pessoal em pé, praticadas no Jiu Jitsu, realmente eficientes?   É quase meia noite. Regressas a casa depois de um extenuante dia de trabalho. Estás numa rua por onde passas todos os dias, mas hoje a iluminação pública não está a funcionar. A rua

535145_10153732818172795_8226922133210045718_n

‘BEBER’ DA FONTE E O REGRESSO ÀS ORIGENS DO JIU-JITSU, POR LUIZ DIAS

  Recentemente pude ter uma aula e dar um treino na academia do GM Álvaro Barreto, aprender com ele detalhes do nosso Jiu-Jitsu. Eu e mais alguns amigos tivemos uma grande oportunidade de passarmos umas horas treinando Jiu-Jitsu com um faixa vermelha. Nada de posições inovadoras, mas fomos ali estudar, relembrar e praticar os fundamentos da arte suave. Demonstrando e

Luiz Dias (JiuJitsuPortugal.com)

TREINE PARA SE SUPERAR, POR LUIZ DIAS

Treine para se superar*   Tem dias que preocupações, cansaço físico ou mental e até mesmo ambos tiram a vontade de treinar. Este texto é exatamente o que tenho passado atualmente. Por isso posso escrever em cima da minha experiência. Creio que o cansaço mais difícil de vencer é o mental.   Preocupações, pensamentos tristes muitas vezes fazem que o

Luiz Dias (JiuJitsuPortugal.com)

RECOMENDADO PARA TODAS AS IDADES, POR LUIZ DIAS

Recomendado para todas as idades*   Como professor não é raro eu encontrar pessoas que confessam a vontade de aprender a nossa Arte Suave, mas na mesma frase já colocam sua idade ou falta de condicionamento físico e até ambos como fatores impeditivos, limitantes. Nos países orientais essa visão distorcida não existe, mas ainda é muito forte aqui no ocidente.

12714504_10208856216265849_1202602177_n

FRAMBOESA – O RASPBERRY BRASILEIRO, POR ADRIANA GRACIE

  A Framboesa também chamada de Raspberry, possui substâncias com poder medicinal, tem mercado crescente e ainda é pouco cultivada no Brasil. Planta de frutos exigentes, seu ideal climático são os dias longos e pouco quentes próprios do verão das regiões mais próximas do Pólo Ártico.   Há-de se surpreender, entretanto, aquele que percorrer os campos da região Sul do

5 de 6« First...23456