COLUNISTAS

rp_jiu-jitsu-portugal-com-1-300x300.jpg

MMA – O REGRESSO À TRADIÇÃO MARCIAL, POR LUIS BARNETO

MMA – O regresso à tradição marcial   Como? O MMA e a tradição marcial colocados na mesma frase? Eu explico.   Enquanto desporto, o MMA tem passado por um desenvolvimento drástico e alucinante, muito por força de dois fatores: A abrangência técnica e tática que implica, tornando-o imprevisível, demasiadas vezes, no resultado e formato,e o caráter desportivo que o

80324_670x502-71337579617835

AS ACÇÕES QUE DEVEM SER TOMADAS PARA PRESERVAR A IMAGEM DO JIU-JITSU

    *As ações que devem ser tomadas para preservar a imagem do Jiu-Jitsu   Sempre em minhas viagens para dar seminários, me sinto como um “embaixador”, um representante do Jiu Jitsu brasileiro. E creio que todos nós lutadores, indo para dar seminários ou correr campeonatos, devemos ter sempre isso em mente. Sempre estamos representando o Brasil e o Jiu

80252_670x446_30645161290323

CUIDE DO SEU CORPO PARA LUTAR CADA VEZ MAIS AO ALTO NÍVEL, POR LUIZ DIAS

    Cuide do seu corpo para lutar cada vez mais ao alto nível*   Na hora que começam os treinos, ao formarem as duplas, o pensamento de todo lutador é: “vou finalizar!” ou “vou fazer ele bater!”, ou na pior das hipóteses é: “ não vou bater para esse cara”. Todos os treinos são importantes na evolução do atleta,

14517407_10211353402778915_6735771742459286267_n

COMO FOI O SEMINÁRIO DE ‘BUCHECHA’ EM LISBOA – POR HUGO MIRANDA E MAURO FROTA

    No passado dia 9 de Outubro, Marcus “Buchecha” Almeida, um dos maiores nomes de sempre do Jiu-Jitsu regressou a Portugal para mais um seminário na academia Gracie Barra Lisboa – Benfica.   A convite do Professor Alex machado, o site JiuJitsuPortugal esteve presente com dois dos seus colunistas, Hugo Miranda e Mauro Frota. Fica com suas as impressões

rousimar-palhares

CONFISSÕES DE UM SAPATEIRO, POR DIOGO TRIGO

Vamos pegar o touro pelos cornos: eu admito que sou fã de chaves de perna.   “Chaves de perna!”   Esta expressão está ao nível de “faixa azul online” ou de “sapatos no tapete” nos piores pesadelos de alguns puristas de Jiu-Jitsu.   Eu, porém, não o aprendi assim, já que na escola em que comecei a treinar todas as

80120_670x446-41402714932127

‘EVITE A VAIDADE, ARROGÂNCIA E VEJA COMO TRABALHAR OS SEUS ERROS’, POR LUIZ DIAS

    ‘Evite a vaidade, arrogância e veja como trabalhar os seus erros’*   Recebi um telefonema de um amigo que sempre acompanha os meus artigos. Mas dessa vez, me escreveu achando, no mínimo curioso, eu ter postado uma foto num artigo, sendo que nesta foto estou tomando um “carro” do meu amigo Rafael C.B. em treino na minha academia.

14317347_10154184908577795_3125355301922543480_n

SÃO OS ALUNOS QUE ESCOLHEM O SEU PROFESSOR, POR LUIZ DIAS

  *São os alunos que escolhem seus respectivos professores   É o aluno quem escolhe seu professor, e reflete quase sempre o que o professor pensa e a forma como ele age. Dentro e fora dos tatames, na maneira de treinar com os mais graduados, de lidar com os iniciantes, com os mais fortes ou fracos. E cabe ao professor

79871_670x446-9153674832962

SAIBA TRABALHAR COM AS CARACTERÍSTICAS DOS SEUS PARCEIROS DE TREINO, POR LUIZ DIAS

  Saiba como trabalhar com as características dos seus parceiros de treino*   Geralmente, nas academias, temos lutadores que não conseguem mudar sua rotina de luta ou estratégia. Lutam rigorosamente iguais, independentemente da faixa e peso do seu oponente, e por conta disso, muitas vezes, muitos evitam lutar com esses lutadores. Então, se são pesados, essa questão fica ainda mais

14203152_327120414302443_6376796023354898787_n

EBI 8 – OS PESOS MÉDIOS, POR DIOGO TRIGO

  EBI 8 – Os pesos médios.   Dia 11 de Setembro, o Eddie Bravo Invitational regressa ao Orpheum Theatre em Los Angeles para a sua oitava edição.  Originalmente previsto ser o torneio das adolescentes, foi travado por imposição da UFC (parceira do evento), que considerou que o mundo não está preparado para tal. Organizou-se então um torneio com 16

13709983_888190701308564_2415284651062189334_n

QUANDOS OS FUZILEIROS COMPETEM NO JIU-JITSU, POR MAURO FROTA

  Fuzitour 2016 – Quando os Fuzileiros competem no Jiu Jitsu!   Se não há artigos fáceis, este é talvez dos mais difíceis de escrever. Nunca é fácil distanciarmo-nos o suficiente, quando os nossos camaradas de tatame estão no meio da “batalha”, mas farei o meu melhor para não deixar a emoção atropelar a razão, e para minimizar o viés

79788_670x446.9153674832962

A IMPORTÂNCIA DO INTERCAMBIO E VISITAS A OUTRAS ACADEMIAS, POR LUIZ DIAS

  A importância do intercâmbio e visitas em outras academias*   Em um artigo anterior, escrevi sobre como é bom receber lutadores de outras academias em nossos dojos. É claro que o resultado de certas visitas também depende da atitude dos visitantes. Desta vez, irei falar do outro lado deste momento. Eu fui visitar academias em Portugal. Visitei a GB

14030677_1048218828564777_2117077827_n

A IMPORTÂNCIA DO ‘JIU-JITSU OLD SCHOOL’, POR LUIZ DIAS

  Estava dirigindo meu carro em direção à casa do Mestre Leoni Nascimento pensando na felicidade que é poder ter o professor que me iniciou no Jiu-JItsu ainda me ensinando e me narrando fatos de tempos mais antigos. Sempre é uma aula escutar suas memórias dos treinos na Academia Gracie, na Av. Rio Branco. Encontrar o GM Álvaro Barreto em

Luiz Dias (JiuJitsuPortugal.com)

A IMPORTÂNCIA DE ‘QUEBRAR O TABU’ E TREINAR COM ATLETAS DE OUTRAS EQUIPAS, POR LUIZ DIAS

A importância de ‘quebrar o tabu’ e treinar com atletas de outras academias*   Recentemente, recebi amigos de academias diferentes no mesmo treino. E isso é excelente. Quebra a rotina, e creio que seja bom para todos nós. Treinei com os meus amigos, meus alunos treinaram com eles. Intercâmbio feito, novas amizades feitas. O treino acontece de outra maneira.