A IMPORTÂNCIA DA DEFESA PESSOAL NA EVOLUÇÃO DE UM ATLETA, POR LUIZ DIAS

DEFESA-PESSOAL

 

 

A importância da defesa pessoal na evolução de um atleta*

 

Tenho acompanhado uma divisão de opiniões entre o ensino e a prática nos treinos de Jiu-Jitsu da parte da defesa pessoal. Eu sou completamente a favor e ensino defesa pessoal nas minhas aulas. Conheço alguns professores que também ensinam e incentivam o treino desta parte do nosso Jiu-Jitsu em suas aulas. Mas existem divergências, professores que não julgam importante o ensino deste segmento e o deixam de lado em suas academias.

 

A defesa pessoal é vista por muitos professores e atletas apenas como uma parte, ou uma introdução ao Jiu-Jitsu. Muitos não dão valor, pelo fato de desconhecerem sua importância e eficiência. Em conversas informais, já ouvi lutadores, explicitamente, afirmarem que não dão a menor importância às posições e conceitos ensinados na defesa pessoal, e consequentemente, seus alunos deixam de aprender importantes ensinamentos.

 

Quando se treina a defesa pessoal, você comprova como ela é eficiente e permite uma passagem rápida para aplicar o seu Jiu-Jitsu. Por outro lado, existem professores que percebem sua importância e as ensinam aos seus alunos. Nas minhas aulas, sempre treinamos defesa pessoal, e tenho certeza que muitos professores fazem também. O treino sem quimono, unindo a parte de trocação em pé, realizando a transição para o chão como o inverso, creio ser muito importante para que o lutador seja completo, ou pelo menos tenha o fundamento de como se posicionar no caso de um combate, que é o objetivo.

 

“Saber defesa pessoal é o primeiro passo para proteger sua integridade física, saber sair de uma zona de perigo e se posicionar em uma zona de segurança. Vendo lutas de MMA, é nítido observar em algumas situações como a falta desse conhecimento compromete o atleta, custando a sua derrota”

 

Como o Mestre Sylvio Behring, que ensina a defesa pessoal em suas aulas e é, também como eu, um grande defensor desta arte dentro da nossa arte suave diz: “A defesa pessoal na verdade deveria ser denominada LEGÍTIMA DEFESA e ensinada dentro dos princípios da Necessidade, Oportunidade, Legalidade, Proporcionalidade e Ética. Desde a prevenção até o contato físico e suas consequências. Precisamos treinar exaustivamente as técnicas, para sermos capazes de utilizá-las com eficiência e eficácia caso seja necessário”.

 

Eu concordo plenamente. A defesa pessoal tem de ser praticada, repetida ao ponto de sabermos fazer instintivamente, porque nunca se sabe quando será preciso utilizá-la. Na minha academia, percebo que alguns alunos não entendem no início a sua importância. Mas com o passar das aulas, começam a entender a sua dinâmica e finalidade. Então, o interesse é despertado, principalmente quando certas situações são colocadas em aula, em casos que podem ocorrer em qualquer ambiente, com qualquer um de nós.

 

Saber defesa pessoal é o primeiro passo para proteger sua integridade física, saber sair de uma zona de perigo e se posicionar em uma zona de segurança. Vendo lutas de MMA, é nítido observar em algumas situações como a falta desse conhecimento compromete o atleta, custando a sua derrota, como também a aplicação dela tira o lutador de uma situação desconfortável e pode abrir o caminho para a sua vitória, entre outras situações.

 

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Boa semana, bons treinos e até a próxima!

 

*Luiz Dias, escreve regularmente para a revista “Tatame” do Brasil e para o site JiuJitsuPortugal.com

 

Decidimos, manter o texto original.

 

*Para leres mais artigos de Luiz Dias na coluna ‘Verde & Amarelo’ clica no link: http://jiujitsuportugal.com/category/verde-amarelo-a-coluna-de-luiz-dias/