VEJA A MELHOR FORMA DE ESTABELECER SEUS LIMITES E PARÂMETROS NO JIU-JITSU, POR LUIZ DIAS

81001_670x502_7050183598531

Luiz Dias escreve sobre a importância de estabelecer limites e parâmetros no Jiu-Jitsu. Foto: Luiz Dias

 

 

Veja a melhor forma de estabelecer seus limites e parâmetros no Jiu-Jitsu*

 

Encontrei um amigo na rua que tinha sofrido um grave acidente e não treina mais. Muita vontade de voltar, mas não voltava por um motivo que não acreditei. Estava parado por um bom tempo, por motivos de saúde, depois agregou o “peso da idade” e eu não acreditei, mas vi que ele realmente se agarrava a esses motivos crendo que eram fatores decisivos, inclusive, quando me disse: “Meus amigos estão treinando e vão atropelar”.

 

Tentei argumentar dizendo que existem fatores externos que não temos como evitar, mas a nossa mente não pode ser um fator limitante. Crie você os seus parâmetros e seus objetivos. Cada um tem o seu caminho e suas metas no Jiu-Jitsu. Não exija para si a meta dos outros. Faça as suas, sendo competidor ou não. Creio que o mais importante é estar treinando e lutando. Cabe ao professor também orientar isso. Existem lutadores de diferentes níveis e focos. Quando você foca nos seus desejos, no que espera, todos os treinos serão bons.

 

Seu Jiu-Jitsu irá render mais ainda. Estabeleça os seus limites e que limites você quer vencer. O Jiu-Jitsu bem praticado, o Jiu-Jitsu mental não tem limites, não tem limitações. Nós é que criamos. É importante ter isso bem definido. Analise, compare se o foco do seu amigo é possível a você, da condição física a disponibilidade de tempo para treinar. Cada um tem seu momento de vida, que possibilita mais ou menos tempo para treinos.

 

“Por exemplo, escolher treinos que julgam “fáceis” não vai te ajudar a vencer seus limites. Quer competir? Excelente, então treine e se programe. Quer melhorar seu rendimento? Então, imponha determinadas “regras”. “

 

Crie os seus parâmetros dentro da sua realidade. Como comparar seu rendimento ao de um atleta de ponta que passa o dia treinando, quando você trabalha oito horas por dia, e à noite vai treinar? Puxe os seus limites para cima, quebre as suas próprias barreiras, mas tenha uma autocrítica dentro da sua realidade.

 

O principal desafio que você deve ter é vencer seus próprios limites. Vença seus medos de treinar com quem você acha que vai te vencer. Por exemplo, escolher treinos que julgam “fáceis” não vai te ajudar a vencer seus limites. Quer competir? Excelente, então treine e se programe. Quer melhorar seu rendimento? Então, imponha determinadas “regras”. Darei um determinado número de treinos, se estiver cansado, treinarei mais a defesa, atacando no momento que achar propício. Muitos só querem lutar descansados, exercite seu Jiu-Jitsu mental. Crie seus parâmetros, eu tenho os meus. Infelizmente, meu amigo seguiu seu caminho na rua, e tive a sensação que o Jiu-Jitsu dele vai ficar guardado junto com o quimono dentro do armário… Ele ainda não entendeu que o Jiu-Jitsu se vive no dia a dia, e os nossos limites são nós mesmos que estabelecemos.

 

Para mais informações sobre, acesse o meu Instagram pelo link https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Bons treinos e boa semana. Oss!

 

Luiz Dias, Líder da GAS JJ
www.geracaoartesuave.com.br
twitter: @gasjj

 

*Luiz Dias, escreve regularmente para a revista “Tatame” do Brasil e para o site JiuJitsuPortugal.com

 

Decidimos, manter o texto original.

 

*Para leres mais artigos de Luiz Dias na coluna ‘Verde & Amarelo’ clica no link: http://jiujitsuportugal.com/category/verde-amarelo-a-coluna-de-luiz-dias/