GUSTAVO OLIVEIRA: “EM 2016 PORTUGAL VAI VOLTAR A RECEBER O NATIONAL PRO”

BANNER_930X120PX10671326_808640989218844_4058106895082181362_n

 

Face visível da organização do Portugal National Pro em Portugal, Gustavo Oliveira é um dos responsáveis pela implementação do gigantesco projecto da UEA Jiu-Jitsu Federation no calendário competitivo mundial.

 

Aproveitando a sua presença no Portugal National Pro que se realizou no passado dia 3 de Outubro em Matosinhos, estivemos à conversa com aquele que trouxe o evento mais mediático de sempre para o norte de Portugal.

 

JiuJitsuPortugal – Como foram as inscrições? Muitos estrangeiros?
Gus Oliveira – Tivemos 110 inscritos, sendo que destes perto de 50 foram de fora de Portugal.

 

JJP – Um evento desta dimensão merecia mais inscritos?
GO – sim, mas esta é uma semente que estamos a plantar e está dentro das nossas expectativas. Tudo começa com um primeiro passo. Em primeira mão para os leitores do JiuJitsuPortugal, iremos em 2016 voltar a organizar em Portugal o National Pro.

 

JJP – Este evento despertou a curiosidade dos média? Estão cá presentes?
GO – Sim. O evento vai ter um espaço na SportTv, estão cá alguns media internacionais especializados em Jiu-Jitsu, o que vai dar um alcance grande do evento e do país.

 

“O objectivo é trilharmos um caminho, um circuito próprio. Quanto à IBJJF, esta faz um trabalho de excelência, muito importante e nós não estamos cá para fazermos concorrência a nenhum outro(s) evento(s)”

 

JJP – Qual o objectivo da UEJJF para este circuito? Concorrer com a IBJJF?
GO – Nós temos um projecto preparado até 2015. Neste momento temos cerca de 30 eventos National Pro um pouco por todo o mundo. Sponsors como a IPIC (uma das maiores petrolíferas do mundo) e a Etihad Airways, a companhia aérea nacional dos Emirados Árabes Unidos são parceiras do torneio. O objectivo é trilharmos um caminho, um circuito próprio. Quanto à IBJJF, esta faz um trabalho de excelência, muito importante e nós não estamos cá para fazermos concorrência a nenhum outro(s) evento(s). Este é um circuito que caminha ao lado de outros. É importante para o Jiu-Jitsu crescer e se desenvolver, existirem cada vez mais circuitos e campeonatos.

 

JJP – Devido à tua envolvência com o desporto, viajas muito e conheces várias realidades; como vês o Jiu-Jitsu dentro de 5 anos? E 10?
GO – Vejo o Jiu-Jitsu nas nossas telas nacionais e internacionais, com atletas profissionais pelo mundo inteiro.

 

JJP – Vives em Inglaterra. O trabalho de base feito por lá no Jiu-Jitsu é diferente dos restantes países europeus?
GO – Não, o trabalho e igual ao que se faz no mundo inteiro.

 

JJP – Queres deixar uma mensagem final?
GO – Quero agradecer o apoio dado pelos professores e atletas portugueses ao lançamento deste evento aqui em Portugal. Localmente, tanto o Marcão como o Manoel Neto foram peças muito importantes na estrutura do Portugal National Pro.

 

*Procuras uma academia para começar a treinar Jiu-Jitsu? Clica aqui e conhece as que abriram as portas para ti: http://jiujitsuportugal.com/category/academias-em-destaque/