VÂNIA GUERREIRO CONQUISTA PELA TERCEIRA VEZ O OURO EM EVENTO INTERNACIONAL

Liliana Santos e Vânia Guerreiro com as medalhas conquistadas para o desporto português. Foto: Divulgação

 

 

A Selecção Nacional de Portugal de Greco Romana e de Livre participou pela terceira vez no Campeonato do Mediterrâneo, organizado pelo Comité do Mediterrâneo de Lutas Associadas em Madrid – Espanha, onde se alcançou 7 medalhas, 3 de Ouro, 2 de Prata e outras 2 de Bronze.

 

Vânia Guerreiro, com três participações neste Campeonato (2011, 2014 e 2015) alcançou sempre a medalha de ouro. Fomos saber mais sobre a atleta e esta disciplina de luta.

 

JIUJITSUPORTUGAL – Qual a importância da tua vitória em Madrid?
VÂNIA GUERREIRO - O Campeonato Mediterrâneo não é a competição fundamental da época, contudo, além de ser o renovar de um título, é muito importante pois permitiu-me aferir a preparação e retificar alguns déficites. A este propósito senti-me a melhorar de combate para combate, sentindo-me mais forte, criativa e decidida.

 

JJP – Na tua opinião, “sentes” que os deportos de luta são devidamente reconhecidos e apoiados em Portugal? O que farias para aumentar a visibilidade dos mesmos?
VG - Como é sabido a “caixa” dos desportos de combate engloba muitos desportos:

 

– Federados; não federados; amadores; profissionais; de percursão; de preensão; com e sem instrumentos; olímpicos e não olímpicos. Concentrando-me no meu, penso que não é devidamente reconhecido ou divulgado. Relativamente aos apoios, não existe uma verdadeira política desportiva nacional, existindo apoios que têm por base os resultados alcançados.

 

JJP – Actualmente, os atletas de topo complementam os seus treinos com outras disciplinas de luta. Treinas mais alguma modalidade (Sambo, Judo, Jiu-Jitsu?)
VG - Já exprimentei algumas modalidades de combate nomeadamente o Judo, Jiu-Jitsu, Submission e MMA. No entanto apenas numa fase transitória da minha preparação. Neste momento estou já no período competitivo, com o campeonato do mundo que se vai realizar em Las Vegas em Setembro, que corresponde ao primeiro momento de qualificação para os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

 

JJP – Podes explicar aos leitores do noss site qual a diferença entre Luta-Olímpica e Greco-Romana?
VG - Para todos os leitores, a Luta Olímpica (Lutas Amadoras) divide-se em 3 estilos:
Luta Greco-Romana – onde apenas são permitidas ações de ataque e defesa acima da cintura;
Luta Livre-Olímpica Masculina e Feminina – Onde são permitidas ações de ataque e defesa utilizando também as pernas.

 

JJP – Quais os teus objectivos para o futuro?
VG - A título pessoal, disfrutar de todos os momentos que tenho dísponíveis com a minha filha e restante família. A título profissional, ascender na carreira crescendo sempre de forma profissional como até aquí e continuar a criar e preservar as relações saúdaveis que tenho até aqui. A título desportivo procuro qualificar-me para os Jogos Olímpicos do Rio 2016.

 

JJP – Queres deixar uma mensagem final?
VG – Wrestling for your dreams…Just do It!