SELECÇÃO NACIONAL DE JIU-JITSU SIM OU NÃO?

A Voz da Tribo (JiuJitsuPortugal.com)

Num futuro próximo, este tema vai ter que ser obrigatóriamente discutido. Com ou sem Jogos Olímpicos. Foto:JiuJitsuPortugal

 

Qual o sentido trabalhar num projecto que junte durante o ano num “camp”, os melhores atletas nacionais, criando assim as bases para uma selecção nacional de Jiu-Jitsu?

Fomos saber junto de um empresário de FightWear, um competidor e um professor de Jiu-Jitsu o que pensam sobre A Nossa Selecção.

 

CLAUDIO STURGES, OWNER NA BUFFALO COMBAT WEAR

“Um camp com as “pratas da casa” faz total sentido tendo em vista a atual conjuntura do Jiu-Jitsu nacional. Acredito que hoje, no que respeita a Jiu-Jitsu, Portugal ja adquiriu a independência de mão de obra,consolidando-se como um dos principais pólos de Jiu-Jitsu do Mundo. Esse camp viria para consolidar esse cenário e promover a troca de experiências entre os que alcançaram voos mais altos e dos aspirantes.”

 

NELTON PONTES, ATLETA PROFISSIONAL

“Sem dúvida que seria bom para a modalidade e para os atletas. Mas sendo uma selecção, os atletas teriam que ser muito bem apoiados, o que não será fácil pois sabemos a realidade do país. Agora, se é para fazer uma selecção que seja tudo bem feito, bem estruturado, pois caso contrário mais vale não fazer.”

 

PEDRO COELHO – PROFESSOR NA GRACIE BARRA CASCAIS

“Respondendo sucintamente e objetivamente à questão, sem dúvida que sim. Só irá elevar o valor competitivo desses mesmos atletas, restando saber quais os critérios para a escolha dos mesmos e os métodos e pedagogias de treino técnico e físico aplicados.”

 

 

.