SEMINÁRIOS E CAMPS DE JIU-JITSU NO NORTE DE PORTUGAL

Jiu-Jitsu no norte de Portugal (JiuJitsuPortugal.com)

Carlos “Pezão” , Manoel Neto e Pedro Pinto, 3 vozes do norte que procuram nivelar a oferta de eventos com o sul.

 

Portugal nasceu no norte. Foi na região Porto e Norte que os portugueses começaram enquanto povo e nação. Aqui aprendemos o valor da diferença mas também a complementaridade das culturas. Sem procurar regionalismos no Jiu-Jitsu, é certo que todos os grandes eventos nacionais e internacionais são realizados a sul, na grande Lisboa.

Mas também é certo que começam a surgir eventos de grande qualidade (alguns até captam a atenção e trazem estrangeiros para a região) naquela que foi eleita pela 2ª vez como o Melhor Destino Europeu. Sabe o que pensam três ilustres professores sobre o estado da oferta de seminários de Jiu-Jitsu a norte de Portugal.

 

1) Qual a importancia dos seminários para a vossa academia?

2) Que opinião têm sobre eventos como o Camp do Cláudio Calasans ou o evento Roll&Talk Jiu-Jitsu?

3) O norte de Portugal já tem um Jiu-Jitsu com maturidade suficiente para ter mais seminários?

 

Carlos “Pezão”  (Pezão Jiu-Jitsu)

1) É muito importante pois a aprendizagem do Jiu-Jitsu terá sempre que passar pela diversificação de posições e até estilos diferentes de cada atleta/professor.

 

2) São eventos importantes na inter-ligação de estilos, pessoas e união entre as mesmas! Todos beneficiam!

 

3) Sou da opinião que no norte cada vez existem mais alunos a apaixonarem-se pelo Jiu-Jitsu e os seminários contribuem para unir e desenvolver a modalidade.

 

 

 

 

Manoel Neto (Manoel Neto BJJ)

 1) Acho muito importante trazermos conhecimento do melhor do Jiu-Jitsu internacional para o nosso país,pois assim ficamos actualizados e temos um termómetro de como andam as nossas aulas,assim como também como está o desenvolvimento da nossa equipe.

2) Falando por mim ,o evento Camp Calazans foi organizado pela minha equipa (Team Manoel Neto). Posso dizer que além de aprender muito, mostrou-me que a minha equipe está no rumo certo. Quanto ao evento Roll&Talk Jiu-Jitsu, é um evento novo e moderno; este ano vou estar presente, pois nunca participei de um evento assim e acho que é importante aproveitar uma oportunidade como esta, até mesmo porque será realizado no norte.

3) Bom, devo ter sido a única academia a fazer vários seminários no norte do país;já estiveram presentes na minha equipe nomes como Leonardo Santos, Victor Shaolyn, Wendell Alexander(um dos donos da Nova Uniao), etc. Numa reunião com o Calanzans no último evento que organizei  (Camp Calazans), ele disse-me que estava surpreso com o nível técnico da minha equipe e também com organização do nosso grupo.

 

Pedro Pinto (Phalanx BJJ)

1) Somos uma equipa recente, ainda não fizemos 1 ano e já participamos em quase todas as provas a nível nacional; todos os seminários e intercambios de conhecimentos são bem vindos e incentivo todos os meus atletas a participarem.

2) Sobre qualquer camp ou evento como o Roll&Talk Jiu-Jitsu, são essenciais para o Jiu-Jitsu em Portugal continuar a crescer e a atrair mais atletas. Julgo que ajuda a “diluir” as diferenças de opinião e afastamento das equipas, deixando para as competições as rivalidades saudáveis.

3) Muitos seminários não sei… acho que ainda se tem uma mentalidade muito fechada no aspecto em que os mesmos são quase exclusivos para uma só academia. Organizamos junto com outras escolas um seminário em que o mesmo só teve a participação das nossas academias (talvez a altura – Europeu JJ – também não foi a melhor). No entanto sou da opinião que 2 a 3 seminários por ano e se forem com grandes nomes da modalidade, vão atrair mais gente e afastar a ideia de “boicotar” os seminários uns dos outros.