A grande obra de Dennis Lehane, Mystic River

Após Viver na noite, a Sextante Editora publica um dos grandes romances de Dennis Lehane, Mystic River. Este livro, que chega às livrarias no dia 30 de agosto, foi adaptado ao grande ecrã por Clint Eastwood, num filme muito bem recebido pelo público e pela crítica e protagonizado por Sean Penn, que com ele recebeu o Óscar para melhor actor.

A grande obra de Dennis Lehane Mystic River foi adaptado ao cinema por Clint Eastwood. Após Viver na noite, a Sextante Editora publica um dos grandes romances de Dennis Lehane, Mystic River. Este livro, que chega às livrarias no dia 30 de agosto, foi adaptado ao grande ecrã por Clint Eastwood, num filme muito bem recebido pelo público e pela crítica e protagonizado por Sean Penn, que com ele recebeu o Óscar para melhor ator.

O reencontro de três amigos marcados por um episódio traumático na sua infância é o ponto central da trama envolvente de Mystic River, um livro que catapultou Dennis Lehane para a categoria de um dos melhores escritores americanos da atualidade, tornando-se também um autor best-seller da lista do The New York Times.

O LIVRO
Sean Devine, Jimmy Marcus e Dave Boyle são três amigos de infância. Um dia, um estranho carro parou na rua onde brincavam. Dave é levado pelos homens do carro, os outros ficam no passeio e algo de terrível vai acontecer que acabará com a amizade dos três e mudará as suas vidas para sempre. Vinte e cinco anos mais tarde, Sean é detetive de homicídios, Jimmy é um ex-presidiário dono de uma loja e Dave está a tentar controlar os seus demónios. Quando a filha mais velha de Jimmy aparece assassinada, Sean é um dos detetives encarregados do caso. Mystic River é um thriller psicológico excecional que serviu de base ao notável filme homónimo de Clint Eastwood.

 

PRIMEIRAS PÁGINAS

Disponíveis aqui.

 

IMPRENSA

Não percam Mystic River, de Dennis Lehane. Se ele sabe escrever!
Elmore Leonard

Não há melhor razão que Mystic River para ficar em casa com um bom livro… Este é incrível: cheio de alma, estratosférico, cheio de suspense e movido pelas mais profundas emoções.
The New York Times

A maneira como esta história se desenrola e envolve os nossos mais profundos medos agarra-nos por dentro…
A capacidade para criar retratos cristalinos de humanidade e colocá-los depois no lado negro da vida é uma das bênçãos de um escritor.
USA Today